3 quadrinhos que podem servir como base para o filme solo do Coringa

Todo mundo foi pego de surpresa nos últimos dias com a notícia de que a Warner estaria produzindo um filme solo do Coringa, que se passaria nos anos 80-90 e teria a produção simplesmente de Martin Scorsese (Os Bons Companheiros, O Lobo de Wall Street), além da direção de Todd Philipps (Se Beber Não Case). Uma das coisas mais interessantes do anúncio, também, foi que Jared Leto não estaria interpretando o vilão, o que daria espaço para uma nova face desse personagem. Sendo assim, escolhemos 3 HQ’s que poderiam ser uma ótima base para o longa:

– Asilo Arkham

Uma das histórias mais macabras e assustadoras envolvendo o Coringa, além de ser completamente insana. Mesmo não tendo esse como o antagonista principal, o traço de Dave McKean faz ele aparecer absurdamente grotesco e bizarro. Esse traço insano e psicopático poderia ser usado de uma maneira perfeita para o antagonista se mostrar um frio assassino e extremamente manipulador dentro do filme.

– O Homem que Ri

Essa é um pouco mais normal e conta basicamente a origem do personagem, fazendo uma alusão clara ao filme que criou a ideia do Coringa. Por se tratar de uma história cinematográfica e ser uma origem, essa ganha certos créditos na disputa de uma inspiração, já que o longa contará o início dele.

– A Piada Mortal

Mesmo sendo totalmente clichê colocar essa, é impossível evitar de aparecer. É uma história extremamente densa, na qual o famoso palhaço busca levar o Comissário Gordon e o Batman a um dia de total loucura. Alan Moore não apenas fez uma elogiadíssima minissérie, assim como colocou novamente o Coringa como um nome de peso dentro da DC. A ideia de colocar nessa lista vêm de ser uma aventura solo do vilão, algo que poderá ser mostrado nas grandes telas quando a obra cinematográfica for ao ar.

Comentários

Cláudio Gabriel

É apaixonado por cinema, séries, música, quadrinhos e qualquer elemento da cultura pop que o faça feliz. Seu maior sonho é ver o Senta Aí sendo reconhecido… e acha que isso está mais próximo do que se espera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *