O Artist’s Alley da CCXP 2016

Mais um ano e mais uma vez a melhor área da Comic Con Experience fica por conta do Artist’s Alley. O lugar que originou a Comic Con de San Diego tem se tornado cada vez melhor respeitado e feito na do Brasil. Assim, nesse ano, é imprescindível não fazer um post sobre esse lugar.

É preciso começar parabenizando a organização do evento, que teve a brilhante ideia de deixar o espaço no meio da feira – assim todos teriam que passar por lá – e o gigante espaçamento entre as mesas, o que permitiu uma melhor circulação e observação dos trabalhos de cada um dos artistas. Algumas filas estavam bem grandes, mas não impediam o espaço para o público que andava passar, além de também não impedir as pessoas que olhavam as outras mesas.

Os quadrinistas esse ano demonstraram trabalhos espetaculares, principalmente em prints e sckeths. A quantidade de artistas pequenos com artes fabulosas era gigantesca e foram inteligentes ao explorarem muito temáticas além das de heróis,  como séries de TV (destaque para Stranger Things e The Walking Dead) e filmes, algo que com certeza atraiu atenção de quem não curtia muito quadrinhos. Além disso, é importante relatar o gigantesco número de mais de 400 quadrinistas presentes nas mesas, algo que é impressionante para qualquer evento relacionado a HQ’s no mundo inteiro.

Dessa maneira, se você esse ano não passou pelo Artist’s Alley, a dica para o próximo ano é pelo menos dar uma espiada por lá. A quantidade de materiais excepcionais que será possível encontrar é gigantesca, além de artes belíssimas para serem penduradas na sua parede. E o melhor: poder falar com seu quadrinista favorito na sua frente.

Comentários

Cláudio Gabriel

É apaixonado por cinema, séries, música, quadrinhos e qualquer elemento da cultura pop que o faça feliz. Seu maior sonho é ver o Senta Aí sendo reconhecido… e acha que isso está mais próximo do que se espera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *