Primeiras Impressões – Katsugeki! Touken Ranbu

Aqui vamos nós para mais uma primeira impressão de animes dessa temporada de verão. Assim como Tales of Zestiria The X ano passado veio com a promessa daquele possível anime com animação de qualidade, mas com roteiro prejudicado por entrar para lista de mais uma má adaptação de jogos para animes. Katsugeki vem com uma proposta similar, mas não surpreende mais do que apenas sua bela animação e suas cenas de lutas bem elaboradas.

O anime acompanha dois guerreiros da espada – um tipo de manifestação metafísica – que andam pelo Japão do período Edo com o intuito de combater o Exército Retrógrado, – grupo de revisionistas históricos que viajam do futuro para o passado afim de alterá-lo – e evitar prejuízos que poderiam vir de mudanças na história. De forma dinâmica, o anime já inicia nos apresentando os protagonistas em uma situação de conflito, na qual eles têm que resolver uma missão perigosa.

A opção de nos por no mistério sobre o background dos personagens acaba sendo um ponto positivo de certa forma, tendo em vista, que não faz diferença saber desse detalhe agora. Visto que a história parece ser bem simples, criaturas de outra dimensão e genericamente maléficas começam a invadir nosso mundo e para impedir que elas destruam o mundo modificando a história os guerreiros advindos das espadas são os únicos capazes de combatê-los.

É interessante observar que eles procuram se certificar se a história não mudou, os mesmos aparentam ser do futuro ou saber de informações do futuro sobre a época em que estão – baseados nos últimos acontecimentos, o que deve gerar uma constante ideia de causa e consequência ao longo da série, o que é necessário em um enredo que mexe com mudanças temporais.

Fora Fate infelizmente o estúdio Ufotable tem a tendência de pegar animes em que ele faz sua parte com uma animação invejável, mas perde em roteiro e direção, o que faz da obra uma completa fachada, assim como foi Tales of Zestiria The X. O senso de drama e tensão dura pouco, apenas enquanto o pupilo espada tem sua missão e começa a querer agir por si só para tentar salvar mais pessoas.

Por enquanto nenhum vislumbro do possível vilão, apenas cenas de lutas muito bem dirigidas e “bonecos” em forma de inimigos sem alma e sem qualquer envolvimento. A verdade é que essa estreia foi mais uma demonstração do poderio da animação do estúdio do que qualquer outra coisa, porém ainda assim eu espero que anime se mostre além disso e consiga dar a volta por cima.

De modo geral foi uma estreia até que sólida, mesmo com maior parte do ato sendo genérico e sem muito envolvimento com a história ou com os personagens. O anime é do tipo que enche os olhos e encanta pelo visual, então se você está procurando um anime porque curte cenas de ação, gráficos lindos para cenário e uns caras se batendo em uma experiência em HD, bem então Katsugeki! Touken Ranbu é pra você!

Comentários

Raphael De Souza

Graduado em Jornalismo pela FACHA. Lançou durante seu período de faculdade o livro “Costuras Poéticas de uma Vida Reaproveitada”. Chegou palestrar sobre a cultura asiática e seus desdobramentos, na área de Mídia da UFF – Faculdade Federal Fluminense e eventos do cunho oriental. Hoje trabalha como empresário, jornalista e nas horas vagas piloto de automobilismo. E ainda consegue arranjar espaço na sua agenda para séries, animes e tokusatsu e filmes. Defende o crescimento do gênero Tokusatsu no Brasil como forma de cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *