“Elite”: Nova série da Netflix é a mistura de drama adolescente e assassinato

A nova série espanhola da Netflix , Elite, estreou no dia 5 de outubro e, pela grande quantidade de publicidade nas ruas, minha curiosidade foi despertada.

O seriado conta a história de três alunos bolsistas que chegaram na escola logo após seu antigo colégio ter sido interditado. O começo da série já mostra um dos novos alunos, chamado Samuel, com suas roupas ensanguentadas e alegando ser inocente, mas sem mostrar quem foi assassinado. O suspense se estende até o final do primeiro episódio, onde descobrimos o corpo era de Marina – uma das meninas ricas do colégio, porém a única que parece não ligar para a questão financeira dos seus novos colegas de classe. Samuel acaba se apaixonando por Marina, que por sua vez tem um caso com o irmão do protagonista, Nano. Já Christian não está nem aí para a bolsa de estudo que ganhou, e só quer correr atrás das garotas ricas para tentar alguma vantagem e ele é o contrário de Nadia, que quer ser a melhor da classe e se destacar, gerando um conflito com Lucrécia, que não vai aceitar perder o seu posto.

Ver a imagem de origem

A série mostra bastante do preconceito entre pessoas de classes diferentes e também aborda questões que não são tão faladas abertamente como deveriam: Marina é portadora do vírus HIV e Nadia é palestina, mostrando que, apesar da maioria dos personagens serem o típico padrão adolescente de filmes e séries, que só se importam com sexo e popularidade, há assuntos importantes que precisam ser tratados.

Apesar desses e outros tópicos de extrema importância, o desenvolvimento da história é maçante e sem graça. Logo de inicio, a série dá uma pista sútil sobre quem pode ser o verdadeiro assassino que pode ser facilmente perdida, o que não foi o meu caso. Mesmo assim, existem outros personagens que mostravam ter mais motivos do que o verdadeiro culpado – que a matou por uma cena específica – fazendo com que os que prestaram ou não atenção, se questionassem do motivo “fútil” apresentado. Com a arma do crime desaparecida, o verdadeiro culpado acaba fazendo com que outro seja preso, finalizando os oito primeiros episódios da primeira temporada.

A série acaba tendo um final aberto sobre os eventos de uma possível segunda temporada. Porém, agora que sabemos quem é o criminoso, a próxima temporada deve mostrar como a polícia chegará até ele e descobrindo o que realmente aconteceu e estamos na torcida para que esses novos episódios sejam mais intrigantes.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *