RESENHA: Coração de Aço, de Brandon Sanderson

Onde existirem vilões, existirão heróis. Aguarde. Eles virão.

 

Com umas chamada dessa, você deve estar pensando: “Mais uma história de super-heróis?”. E eu logo te respondo: “Sim. Mas…”

Tudo começou com uma estrela de fogo no céu, chamada Calamidade. Ela passou pela terra misteriosamente e seus efeitos foram sentidos tempos depois. Sendo assim, pessoas comuns passaram a ter alguns poderes que desafiam as leis da lógica. E ai que pensamos ser uma história clichê de super-heróis no estilo Flash, só que, aqui, os poderes corromperam a maioria das pessoas, fazendo com que se tornassem vilões. Super vilões.

Coração de Aço é um deles. O personagem, que dá nome ao livro, juntamente com outros Épicos, como são chamados, tomam o controle das cidades, criando uma realidade distópica, fazendo com que os humanos tenham uma vida de servidão. O poder desse antagonista é transformar tudo em sua volta em aço e – através da sua super força e armadura impenetrável – toma o poder da cidade de Nova Chicago, fazendo até mesmo outros Épicos se curvarem diante dele.

Mas como a citação acima diz, onde tem vilão, tem herói. Isso acaba contecendo em um dia, no banco, quando David tem 8 anos e vê seu pai ser morto pelo Coração de Aço. Isso já seria uma bela motivação para a vingança de David, mas o que ninguém esperava é que esse menino viu que o grande arquirival tem uma fraqueza, ao ser ferido no rosto pelo seu pai, antes de ser morto.

 

Eu já vi Coração de Aço sangrar. E o verei sangrar novamente.

 

Para não deixar ninguém saber disso, Coração de Aço decide explodir o banco com todas as possíveis testemunhas dentro. O que ele não contava era que David conseguiu escapar, portanto, é o único que sabe do segredo do vilão.

Depois desse dia, David começa a estudar as fraquezas de todos os Épicos, com foco em se vingar de Coração de Aço. Através de suas pesquisas, descobre um grupo que tem a ousada missão de acabar com todos eles – chamados Executores – e agora ele tenta ajuda-los nisso. Quando o protagonista os encontra, descobre que o lema deles de matar todos os Épico se encaixa apenas aos mais fracos, excluindo Coração de Aço e seu exército. Essa decisão é tomada justamente por que ninguém sabe como deter todos eles. David, um menino solitário que mora no subúrbio, então promete a eles que conhece a fraqueza de Coração de Aço e depois um bom tempo consegue convencê-los de que pode ajudar.

 

Vale a pena exaltar as cenas de ação que contém no livro, muito bem escritas e facilmente visualizadas. Uma ótima história para quem gosta de super-heróis e quer fugir do tradicional Marvel x DC Comics. Apesar do personagem principal as vezes ser um pouco chato, é clara a evolução dele durante a narrativa e seu profundo conhecimento sobre os Épicos e os Executores, o que faz dele peça fundamental para a rebelião contra os vilões.

O livro é escrito por Brandon Sanderson, um dos maiores autores de fantasia da atualidade, publicando mais de 20 livros. Brandon tem uma ótima escrita, envolve muito o leitor e sabe muito bem a hora de fazer um plot twist.

Dá para perceber uma leve inspiração no jogo Injustice, da DC Comics, por ter a mesma premissa de super poderes corromperem, transformar a pessoa em um super vilão opressor e ter um grupo de resistência tentando pará-los.

O poder corrompe e o poder absoluto corrompe absolutamente.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *