Tank Girl é relançada no Brasil

Criada em 1988 e publicada pelas revistas americanas Dark Horse e Titan Comics, Tank Girl se transformou em cult e um dos grandes quadrinhos underground da história. Em terras brasileiras, a HQ saiu pela antiga revista Animal durante os anos 90 e demorou bastante até ser relembrada por aqui. Isso, em parte, se deve a esse pouco conhecimento do público nacional para com a personagem, pouco trabalhada em publicações daqui.

Pensando nisso, e em trazer de volta a personagem para alegria de muitos, a editora Astral Cultural vai republicar as histórias da personagem em edições de maior volume, compilando em ordem cronológica, desde as obras mais clássicas até as mais atuais. Com um preço de capa de R$59,90, o primeiro volume irá se chamar Tank Girl: Um e está programado para ser lançado a todo o Brasil no dia 6 de agosto. Você já pode comprar aqui.

Confira a capa nacional dessa primeira edição:

Ainda não há uma programação por parte da editora de continuar a publicação, mas é bastante possível que, com um sucesso na qual deve ocorrer, a continuidade venha rapidamente. Pela ideia de capa e concepção, além da quantidade de páginas aproximada (144 ante 128), a edição estará baseada no lançamento de 2009 da Titan Books, no Reino Unido. Lá, toda a estruturação editorial para a HQ durou 3 edições.

Tank Girl é uma personagem britânica criada por pela dupla Jamie Hewlett e Alan Martin, sendo o primeiro como desenhista e o segundo como roteirista. Além dois dois, nomes como Philip Bond, Glyn Dillon, Ashley Wood, Warwick Johnson-Cadwell, Jim Mahfood, Brett Parson, Jonathan Edwards, Craig Knowles, Rufus Dayglo, Andy Pritchett Mike McMahon também passaram pela personagem.

A grande maioria das HQ’s são do gênero de ficção-científica misturados com um lado cômico bem forte. Seu nome original é Rebecca Buck, porém ela utiliza Tank Girl pelo fato de realmente dirigir um tanque, pela qual sempre é reconhecida pelos seus inimigos. O visual é bastante inspirado na onda punk, trazendo elementos musicais e estéticos para algumas das publicações. Além disso, algumas obras também possuem uma conotação sexual bem forte, sendo recomendadas para maiores de 18 anos.

Tank Girl ainda teve um filme baseado na sua trajetória, intitulado Tank Girl – Detonando o Futuro no Brasil. O longa, de 1995, foi dirigido por Rachel Talalay e protagonizado por Lori Petty. A produção, apesar desse nome anterior, acabou sendo um fracasso, arrecadando apenas US$4 milhões para um orçamento de US$25 milhões.

Comentários

Cláudio Gabriel

É apaixonado por cinema, séries, música, quadrinhos e qualquer elemento da cultura pop que o faça feliz. Seu maior sonho é ver o Senta Aí sendo reconhecido... e acha que isso está mais próximo do que se espera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *