15 filmes imperdíveis no Festival do Rio 2018

A vigésima edição do Festival do Rio começa hoje! E, dentro dos duzentos filmes da seleção, que conta com obras de sessenta países, selecionamos quinze filmes imperdíveis que estarão espalhados por salas de cinema da cidade ao longo dos próximos dez dias.

  • Se a Rua Beale Falasse, de Barry Jenkins

Imagem relacionada

​Primeira obra do diretor Barry Jenkins depois de Moonlight, vencedor do Oscar de melhor filme, em 2017. Ambientada no Harlem dos anos 70, é a história de um amor atemporal e da força de uma família afro-americana contada por uma jovem de 19 anos. Tish relembra vividamente a paixão, o respeito e a confiança que uniram ela o artista Alonzo Hunt, conhecido pelo apelido de Fonny. Amigos de infância, tornaram-se um casal, já têm um bebê e estão noivos, mas seus planos são sabotados quando Fonny é preso por um crime que não cometeu. Baseado no livro de James Baldwin.​

  • O Hotel às Margens do Rio, de Hong Sang-Soo

Resultado de imagem para hotel by the river hong sang soo

​Um velho poeta que se hospeda de graça em um hotel à beira do rio convoca seus dois filhos separados. Ele pressente, sem razão aparente, que vai morrer. Depois de ser traída pelo homem com quem estava vivendo, uma jovem se hospeda num quarto no hotel. Buscando apoio, ela convoca uma amiga. O poeta passa o dia com seus filhos, tentando amarrar as pontas soltas de sua vida. Mas não é tão fácil assim fazer isso em um dia. Ele então encontra a jovem e sua amiga, depois de uma nevasca súbita e incrivelmente pesada. Do mesmo diretor de Grass. Prêmio de melhor ator no Festival de Locarno.​

  • A Valsa de Waldheim, de Ruth Beckermann

Resultado de imagem para waldheim waltz

​”Waldheim, não! Waldheim, não!”, grita a multidão no centro de Viena, em 1986. Ruth Beckermann era uma das ativistas que tentavam impedir a eleição de Kurt Waldheim e documentou os eventos políticos com sua câmera. Mais de 30 anos depois, ela revisita seus arquivos e usa materiais adicionais para analisar esse momento decisivo na cultura política da Áustria. O resultado é a exposição da teia em que o ex-secretário-geral da ONU se envolveu ao esconder dois anos de sua biografia nos tempos de guerra. Um filme sobre verdades e mentiras, sobre consciências individuais e coletivas. Premiado no Festival de Berlim, pré-selecionado da Áustria para o Oscar 2019.​

  • O Peso do Passado, de Karyn Kusama

Resultado de imagem para destroyer karyn kusama still

​O thriller criminal conta a história de Erin Bell, detetive durona do Departamento de Polícia de Los Angeles. Há muitos anos a jovem Erin infiltrou-se em uma gangue no deserto da Califórnia e a história terminou muito mal, causando danos psicológicos severos em sua vida. Agora, depois de uma pista cruzar o seu caminho, ela vê uma chance de resolver seus traumas do passado e embarca numa jornada perigosa em busca do assassino Silas. Erin enxerga a possibilidade de uma redenção e quer a todo custo fazer as pazes com sua história. Exibido em Toronto.​

  • Monrovia, Indiana, de Frederick Wiseman

Imagem relacionada

​Monrovia, Indiana (população: 1.063), cidadezinha localizada no meio dos Estados Unidos, foi fundada em 1834 e é uma comunidade agrícola. O filme mostra as experiências de vida e trabalho no dia a dia de Monrovia, com foco nas instituições e organizações comunitárias e religiosas da cidade. Um olhar complexo e sutil da rotina da cidade, o filme fornece uma compreensão do modo de vida da América rural, que sempre foi de vital importância, mas cuja força e influência nem sempre foram reconhecidas. Exibido no Festival de Veneza.

  • Diamantinode Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt

Resultado de imagem para diamantino filme

​Diamantino, o maior jogador de futebol do mundo, perde seu talento e encerra sua carreira em desgraça. Em busca de um novo propósito na vida, o ícone internacional embarca numa odisseia delirante, onde enfrenta o neofascismo, a crise dos refugiados, mutações genéticas e a busca pela origem de seu gênio.​

  • Amandade Mikhaël Hers

Resultado de imagem para amanda 2018 film a summer feeling

​O filme conta a comovente história de David, um homem que ganha a vida com trabalhos peculiares. Quando ele conhece Lena, jovem que acaba de se mudar para Paris, se apaixona perdidamente. Mas, logo depois, sua vida é brutalmente interrompida quando sua irmã é morta de forma violenta e inesperada. Além de ter que lidar com o choque e a dor, David encontra-se sozinho com a responsabilidade de cuidar de Amanda, sua jovem sobrinha de 7 anos. Exibido no Festival de Veneza.

  • No Portal da Eternidade, de Julian Schnabel

Resultado de imagem para at eternity's gate film

​Nas aldeias de Arles e Auvers-sur-Oise, onde se refugiou para escapar das pressões de Paris, o pintor Vincent van Gogh é tratado gentilmente por alguns e brutalmente por outros. Madame Ginoux, proprietária do restaurante local, tem pena de sua pobreza e lhe dá um livro de contabilidade, que ele preenche com desenhos. Seu amigo e artista Paul Gauguin, após uma convivência intensa, se afasta. Seu amado irmão e negociante de arte, Theo, é inabalável em seu apoio, mas nunca consegue vender uma única pintura de Vincent. Premiado no Festival de Veneza. ​

  • Imagem e Palavra, de Jean-Luc Godard

Resultado de imagem para the book of images 2018 godardVocê ainda se lembra de como, há muito tempo, treinamos nossos pensamentos? Na maioria das vezes começamos a partir de um sonho. Nos perguntamos como, na escuridão, cores de tal intensidade poderiam emergir dentro de nós. Com uma voz baixa e suave dizendo coisas maravilhosas, profundas e precisas. Imagem e palavras como um sonho ruim escrito em uma noite tempestuosa, sob olhos ocidentais. Paraísos perdidos: a guerra está aqui. O filme foi premiado no Festival de Cannes com a primeira Palma de Ouro Especial da história.​

  • Longa Jornada Noite Adentro, de Bi Gan

Resultado de imagem para long day's journey into night 2018 filmEste drama com um quê de filme noir conta a história de Luo Hongwu, um homem que retorna a Kaili, sua cidade natal na China, de onde havia fugido há vários anos. Começa, então, sua busca pela mulher amada e nunca esquecida. Através de uma narrativa muito sensorial, ele relembra o verão que passou com ela há vinte anos. Ela disse que se chamava Wan Quiwen. Exibido no Festival de Toronto e na Mostra Un Certain Regard do Festival de Cannes, em 2018. ​Será exibido em 3D ao longo do festival.

  • Ilha, de Ary Rosa e Glenda Nicácio

Resultado de imagem para ILHA ARY ROSAEmerson, jovem da periferia, quer fazer um filme sobre a sua história na Ilha, onde quem nasce nunca consegue sair. Para isso, ele sequestra Henrique, um premiado cineasta. Juntos, eles reencenam a vida, mas com alguma licença poética. A produção conquistou os prêmios de ator (Aldri Anunciação) e roteiro (Ary Rosa) no Festival de Brasília 2018.​

  • Rio, 40 Graus, de Nelson Pereira dos Santos

Resultado de imagem para RIO ZONA NORTE FILME

Com registro de estilo documental e influência do neorrealismo italiano, o primeiro longa do diretor é um rico panorama do Rio de Janeiro. A cidade é esquadrinhada durante um dia na vida de cinco garotos da favela. Em um domingo de sol, os meninos vendem amendoim em Copacabana, circulam pelo Pão de Açúcar e o Maracanã, ao som do sambista Zé Kéti. A câmera acompanha as crianças e desbrava as ruas de forma nunca vista antes na tela. O filme é reconhecido como inspiração relevante para o Cinema Novo.

  • O Ódio que Você Semeia, de George Tillman Jr.

Resultado de imagem para THE HATE U GIVE FILM still regina hallStarr Carter está entre dois mundos: a vizinhança pobre, principalmente negra, onde mora, e a escola rica, quase toda branca, que frequenta. O equilíbrio entre esses mundos é quebrado quando Starr
testemunha o assassinato de seu melhor amigo de infância, Khalil, pelas mãos de um policial. Agora, enfrentando pressões de todos os lados da comunidade, Starr precisa encontrar sua voz e defender o que é certo. O filme é baseado no aclamado bestseller de Angie Thomas.

  • Operação Overlord, de Julius Avery

Resultado de imagem para overlord film still

​Com apenas algumas horas até o Dia D, uma equipe de paraquedistas americanos invadiu a França ocupada pelos nazistas para realizar uma missão crucial. Com a tarefa de destruir um transmissor de rádio no alto de uma igreja fortificada, os soldados desesperados juntam forças com um jovem aldeão francês para penetrar nas muralhas e derrubar a torre. Mas, em um misterioso laboratório nazista sob a igreja, alguns soldados estão frente a frente com inimigos nunca antes vistos. Produzido por J.J. Abrams.​

  • Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de João Salaviza e Renée Nader Messora

Imagem relacionada

Ihjãc, um jovem Krahô, após um encontro com o espírito do seu falecido pai, se vê obrigado a realizar sua festa de fim de luto.

O evento começa nessa quinta-feira, 01, e vai até o domingo, 11. Ingressos, pacotes e passaportes já estão sendo vendidos online. Confira a programação completa na página do Festival.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *