A Discovery Of Witches: uma perfeita combinação entre romance e fantasia

Pelos corredores da Universidade de Oxford caminha Diana Bishop (Teresa Palmer), uma jovem historiadora e uma bruxa. A princípio, imaginamos ser uma trama sobre a descoberta da protagonista sobre seus poderes, mas o buraco é bem mais fundo que isso: Diana sabe dos seus poderes, mas não sabe como controlá-los e nem pretende. Tudo que ela quer é viver uma vida normal, livre deles. Embora seja uma premissa aparentemente clichê, todo o mistério envolvendo seus poderes e a razão da dificuldade que a bruxa tem em controlá-los possui um ótimo desenvolvimento, convidando você a descobrir todo o mistério junto com a protagonista, deixando cada vez mais claro que Diana Bishop não está destinada a uma vida tranquila. Seus planos começam a sair dos trilhos quando ela vai à biblioteca da Universidade fazer uma pesquisa e encontra um manuscrito desaparecido por séculos e almejado por todos os seres que fazem parte desse universo sobrenatural (vampiros, demônios e bruxas) mas que vivem escondidos dos humanos, por conter segredos inimagináveis sobre as espécies. É então que todos começam a se perguntar: Por quê ela?

E é em torno dessa pergunta que a história vai se desenrolar, além do óbvio romance proibido com Mattew Clairmont (Matthew Goode), um vampiro. Nesse mundo, existe um conselho para que os seres sobrenaturais vivam em harmonia e uma das regras é a proibição do relacionamento entre espécies. Matthew e Diana imediatamente se atraem quando ele, um cientista, descobre que a bruxa achou o livro pelo qual ele procura há 100 anos por obter informações sigilosas sobre o destino dos vampiros e ele fará de tudo para que não caia em mãos erradas. Uma enorme curiosidade sobre Diana desperta em Mattew, seus sentimentos começam a ficar confusos e ele sente uma necessidade enorme de protegê-la, já que todo o conselho agora está na cola dela.

O seriado é baseado no livro de Deborah Harkness, chamado ‘A Descoberta das Bruxas’, que faz parte da Trilogia da Alma composto por mais dos livros chamados ‘Sombra da Noite’ e ‘O Livro da Vida’. Ainda não tive oportunidade de ler os livros para dizer o quão fiel a adaptação é, mas pelos comentários e pela boa recepção dos críticos, acredito que o programa tenha captado muito bem a essência dos livros. Talvez a rapidez com a qual os protagonistas se apaixonam possa causar uma estranheza, mas temos que lembrar que eles não são humanos e as coisa funcionam um tanto diferente. Goode e Palmer tem uma química incrível, os dois juntos funcionam perfeitamente conseguindo transmitir todo o amor que os personagens nutrem um pelo outro apenas no olhar, o que contribui imensamente para nos envolvermos totalmente com o enredo.

A Discovery Of Witches sabe utilizar muito bem os clichês, sem deixar a desejar no roteiro que é capaz de conquistar nosso interesse a cada episódio, porque os mistérios vão sempre surgindo e se entrelaçando.  Apesar dos efeitos especiais terem muito o que melhorar, isso não diminui a qualidade da série e nem atrapalha sua bela fotografia, que tem aquele charmoso ar britânico que estamos familiarizados.

Outro ponto alto são os personagens. Diana foi criada por suas tias, Sarah (Alex Kingston) e Emily (Valarie Pettiford), que são casadas no seriado e são bruxas incríveis, carinhosas e capazes de fazer de tudo pra proteger a sobrinha que elas sempre incentivaram, pois sabiam que ela estava destinada a ser grandiosa. Matthew e sua família já são diferentes, mas extremamente encantadores, uma família de vampiros muito antiga e poderosa. O protagonista é o filho do meio, charmoso, sensível, gentil e de arrancar suspiros, ele conseguiu fazer com que sua mãe, Ysabeau Clairmont (Lindsay Duncan), conservadora, enxergasse o amor que Diana compartilha com seu filho e que os seres que habitam aquele mundo dos humanos e são reprimidos pelo conselho precisam se manter unidos. Uma pauta importantíssima que a série levanta é essa: por que as espécies precisam se manter longe uma das outras?. Talvez porque juntas o conselho não pode controlá-las, e é essa regra que eles precisam mudar se quiserem se fortalecer.

A Discovery of Withces é uma série completa e apaixonante que merece muito reconhecimento. É raro encontrar uma série que não só manteve seu ritmo durante sua temporada completa, mas também nos surpreendendo todo final de capítulo. É a pedida perfeita para todos os fãs de um bom romance cheio de intrigas.

Comentários

Ana Barbosa

Estudante de Jornalismo, feminista e enaltecedora de mulheres na arte. Viciada em séries, principalmente em Doctor Who, compra mais livros do que consegue ler e não recusa um café. A típica canceriana que chora em todos os filmes que assiste, ou pelo menos quase todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *