Conhecendo o line-up do Rock in Rio – 05/10

Em seu penúltimo dia neste ano, o festival deixa de lado o rock que vinha apresentando nos últimos dias para dar lugar a música pop e suas variações. Abrindo as atenções da noite, temos a animação do funk pop de Anitta, que pode ser uma das grandes surpresas de 2019. Logo depois os holofotes vão para H.E.R., na qual talvez seja o nome menos conhecido do palco, mas que nos últimos anos vem conquistando um grande destaque na indústria. A cantora será seguida por Black Eyed Peas, com seu arsenal de hits mundiais mesclando o pop com eletrônico. E encerrando o dia, P!nk se apresenta como a grande representante do gênero – já consagrado no festival. 

– P!NK 

Pela primeira vez no Brasil, P!nk é há um tempo um dos nomes mais pedidos para vir ao festival. Agora, com o pedido dos fãs realizados, fica a surpresa do que a cantora entregará aos fãs. Conhecida por suas grandes performances, envolvendo piruetas e apresentações quase circenses, a artista se elevou a um nível no qual o mínimo esperado é algo surpreendente. 

Tendo iniciado sua carreira realmente se iniciado no começo dos anos 2000, com o álbum Can’t Take Me Home – que logo vendeu dois milhões de cópias, Alecia Beth Moore é uma cantora e compositora norte-americana. Indicada 14 vezes ao Grammy, das quais venceu três – um deles pelo smash hit “Lady Marmalade” -, P!nk tem 8 álbuns de estúdio lançados em seus 19 anos de carreira, além de um lançado enquanto era membro da banda You+Me. Esses juntos somam mais de 50 milhões de cópias vendidas. 

Eleita a mulher do ano em 2013, a 27° celebridade mais poderosa em 2010 e dona de diversos hits mundiais, o festival traz a cantora pela primeira vez ao Brasil. 

Quais não podem deixar de tocar? “Try”, “Just Give Me a Reason” e “F**kin’ Perfect” 

– Black Eyed Peas 

Mais uma vez no país, o trio vem se apresentar no país pela primeira vez após a saída de Fergie – no qual se apresentou sozinha no festival em 2017. A falta da cantora talvez vá ser o maior problema da banda, visto a tamanha popularidade da artista no país, e por ser voz de seus maiores hits. Agora sua formação oficial conta apenas com Will.I.Am, Apl.de.ap e Taboo.

Formado em 1992, o grupo tem como marca musical a mescla do pop, com o hip-hop e a música eletrônica. Juntos venderam mais de 75 milhões de cópias, e são donos de grandes hits mundiais que prometem agitar os brasileiros. Seu single, “I Got a Feeling”, se tornou a primeira música a vender 1 milhão de downloads no Reino Unido e 6 milhões de downloads nos Estados Unidos. 

Eles trarão ao festival um show da turnê de divulgação de seu mais recente e sexto disco de estúdio, Masters Of The Sun Vol.1, o sexto de sua longa carreira. É esperado, no entanto, uma interessante mescla dos maiores hits deles.

Quais não podem deixar de tocar? “I Got A Feeling”, “Boom Boom Pow” e “Where Is The Love” 

– H.E.R.

Trazendo o R&B ao festival, H.E.R. é um dos dos nomes mais surpreendentes do dia. Obtendo maior destaque em 2016, com seu EP Her Vol.1, Gabriela Wilson, de apenas 21 anos, já é dona de dois Grammys: Melhor Performance R&B e Melhor Álbum R&B, ambos conquistados esse ano. 

Evitando grandes exposições e apostando em um estética misteriosa, como defendido pela mesma, seu nome artístico significa “Having Everything Revealed (algo como “tendo tudo revelado”). Durante muito tempo H.E.R. evitou até mesmo mostrar o rosto, usando sempre óculos escuros – que a acompanham até hoje. Mas, se continuar crescendo dessa forma, ainda a veremos muito pelos charts do mundo todo. Tendo músicas em parceria com Khalid e Bryson Tyller, seu feat. com Daniel Ceasar, “Best Part” é o maior sucesso de sua carreira. 

Quais não podem deixar de tocar? ” Best Part”, “Focus” e “Every Kind Of Way”. 

– Anitta 

Após uma breve polêmica sobre sua participação na edição passada – que acabou não acontecendo -, agora é a hora da brasileira trazer seu show para o principal palco do festival. Trazendo o pop, com o funk e o reggaeton, Anitta é atualmente um dos maiores nomes da música brasileira pelo mundo, e já afirmou que pretende trazer suas raizes para a apresentação (na qual contará até com um paredão de som, baseado na Furacão 2000).

Com apenas 26 anos, Larissa de Macedo e Machado conquistou o Brasil em meados de 2012, com o hit “Show das Poderosas”. E, desde então, vem se consolidando no país e no mundo. Com quatro álbuns de estúdio e cantando em três idiomas, Anitta já palestrou em Harvard, foi jurada da versão mexicana do The Voice, fez parcerias com nomes gigantes como Madonna, Caetano Veloso e Snopp Dog, produziu uma série documental para a Netflix e é um dos maiores nomes das plataformas de streaming no país. 

Quais não podem deixar de tocar? “Bang”, “Vai Malandra” e “Show das Poderosas”

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *