HQ de ação francesa é lançada no Brasil em duas partes

A editora Pipoca e Nanquim anunciou, no final de setembro, a publicação pela primeira vez de A Grande Odalisca. O material, na qual sairá em duas partes com os dois primeiros materiais, se transformou em um dos maiores sucessos das HQs francesas nos últimos anos. Além disso, elas possuem algo especial: o fato de serem um quadrinho de ação. Gênero pouco aclamado no mercado da nona arte, essa é a oportunidade de conhecer um material bem diferente.

Na história temos Alex e Carole, duas assaltantes sedutoras e desencanadas, voando alto em seus golpes e sendo capazes de furtar qualquer coisa, em qualquer museu. Mas, diante da dificuldade de sua próxima missão, que as levará ao Louvre para surrupiar A Grande Odalisca, obra-prima de Jean-Auguste Dominique Ingres, elas saem em busca de uma terceira colega. Será que a motociclista Sam, com seus vários talentos, estará à altura do cargo? Com muita audácia, liberdade, criatividade e uma pitada de desprendimento, estas Panteras às avessas negociam armas, traçam esquemas, viajam até o México para salvar um fornecedor, desbaratam um cartel de drogas no caminho, assistem a um desfile de moda, tiram merecidas férias e ainda arrumam tempo para voltar à França e executar o furto do século, que as transformará em lendas. Ou as mandará direto para trás de grades.

Capa do primeiro volume.

Os artistas desse material são Bastien Vivès (Uma Irmã, O Gosto do Cloro), Florent Ruppert e Jérôme Mulot. Eles se unem forças para trazer uma HQ inteligente, moderna e inspirada. Uma experiência única trabalhada a seis mãos que conduz à uma das mais divertidas séries de ação dos últimos tempos.

As duas edições já estão em pré-venda. A primeira será lançada no dia 28 de outubro, contendo 128 páginas e sob o preço de capa de R$69,90. A segunda sai apenas em janeiro de 2020, contendo o mesmo preço. Ela também já pode ser comprada.

Comentários

Cláudio Gabriel

É apaixonado por cinema, séries, música, quadrinhos e qualquer elemento da cultura pop que o faça feliz. Seu maior sonho é ver o Senta Aí sendo reconhecido... e acha que isso está mais próximo do que se espera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *