O Cristal Encantado: A Era da Resistência inaugura uma nova fase da Netflix nas animações

Apesar de não se dar totalmente bem na área de filmes e séries, existem alguns lados de extremo sucesso de crítica pela Netflix. Para além do setor comercial, obviamente, no quesito das animações o canal de streaming mostra sua potência. Impossível pensar nas grandes produções da atualidade sem citar Bojack Horseman, por exemplo. Para além disso, o renome causado por (Des)encanto, feita pelo criador de Os SimpsonsMatt Groening. O lado dos animes segue na mesma sequência, com Castlevania como grande carro chefe.

Tendo estreado no último dia do mês de agosto desse ano, O Cristal Encantado: A Era da Resistência acaba transformando-se em um outro marco. É um inaugural de uma fase um pouco mais popular das animações dentro do streaming. E mais do que apenas esse já grande fator, ela reúne uma série de particulares na qual a torna bem única. Isso a torna ainda mais esperançosa para o canal e, do mesmo modo, um respiro diferenciado e inovador ao público.

Imagem de bastidores da produção.

O principal deles é o fato de ser uma pequel do filme O Cristal Encantado, de 1982. Dirigido por Jim Henson (o criador dos Muppets) e Frank Oz (diretor de Labirinto, com David Bowie), o longa marcou bem a memória de diversas crianças crescidas durante a década de 1980. Toda sua relação com bonecos e uma mistura entre o infantil e a aventura causaram um grande fenômeno em torno dela. Adiante esse já bombástico quesito, outro acontecimento faz desse novo seriado ser demarcado como uma grande empolgação: os nomes envolvidos.

Bom, para uma maior facilidade de detalhar cada um, é melhor listar os nomes presentes no elenco de voz. Alguns dos principais são: Awkwafina, Helena Bonham Carter, Caitriona Balfe, Taron Egerton, Natalie Dormer, Nathalie Emmanuel, Mark Hamill, Lena Headey, Ralph Ineson, Toby Jones, Theo James, Jason Isaacs, Simon Pegg, Sigourney Weaver, entre muitos outros. Caso estivéssemos falando de uma produção de grande força em Hollywood, esse casting poderia até ser natural, contudo ganha um valor ainda mais especial, especialmente por ser um trabalho totalmente voltado a voz. Ainda pode-se esperar aparições dos personagem da obra originária, todavia isso não está confirmado. Ademais, a direção dos episódios compostos na primeira temporada são de Louis Leterrier, diretor de Truque de Mestre e O Incrível Hulk. Impossível desvalorizar todos esses nomes de relevância a indústria.

A história aqui irá focar totalmente em três Gelfings, Rian, Brea e Deet. Eles acabam inspirando uma rebelião contra os poderosos Skeksis quando descobrem um segredo surpreendente sobre o poder desses. Esse poder, na qual parece totalmente indomável, pode ameaçar a existência e vivência no mundo de Thra.

Com apenas – por enquanto – 10 episódios confirmado nesse primeiro ano, O Cristal Encantado: A Era da Resistência representa uma novidade ao universo da animação e da trajetória pela própria Netflix. As coisas, sem dúvidas, caminharão por novos passos e serão um tanto quanto diferentes daqui para frente. Impossível ser imediatista e até buscar uma previsão precisamente dita, entrentanto essas modificações ocorrerão. Resta, para os fãs do audiovisual, aguardar e perceber os caminhos percorridos a partir de agora.

Comentários

Cláudio Gabriel

É apaixonado por cinema, séries, música, quadrinhos e qualquer elemento da cultura pop que o faça feliz. Seu maior sonho é ver o Senta Aí sendo reconhecido... e acha que isso está mais próximo do que se espera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *