Olhar de Cinema 2020 divulga os filmes selecionados

Com a chegada da pandemia do coronavírus, as edições de festivais de cinema pelo Brasil e pelo mundo tiveram de se adaptar. Com isso, versões online começam a acontecer desses grandes eventos que reverberam a sétima arte ano a ano. Um deles, é o Olhar de Cinema, em sua nona edição. Ocorrendo todo ano em Curitiba, no sul do país, a versão de 2020 será inteiramente digital.

Começando no dia 7 e indo até 15 de outubro, o evento terá uma diversidade intensa de longas na sua programação. Serão desde produções locais, do estado do Paraná, até estrangeiras, como da Bélgica, por exemplo. O preço será de R$5 por filme.

Veja a programação completa com os filmes selecionados abaixo:

FILME DE ABERTURA

Para Onde Voam as Feiticeiras (Brasil, 2020, 89 min.), de Beto Amaral, Eliane Caffé, Carla Café

MOSTRA COMPETITIVA

LONGAS-METRAGENS

Nasir (Índia, Países Baixos, Singapura, 2019, 79 min.), de Arun Karthick;

Na Cabine de Exibição (The Viewing Booth, Israel, Estados Unidos, 2019, 71 min.), de Ra’anan Alexandrowicz

A Metamorfose dos Pássaros (Portugal, 2020, 101 min.), de Catarina Vasconcelos

Los Lobos (México, 2019, 95 min.), de Samuel Kishi

Longa Noite (Espanha, 2019, 90 min.), de Eloy Enciso

Victoria (Bélgica, 2020, 72 min.) de Sofie Benoot, Liesbeth De Ceulaer e Isabelle Tollenaere

Entre Nós Talvez Estejam Multidões ( Brasil, 2020, 99 min.) de Pedro Maia de Brito, Aiano Bemfica

Luz nos Trópicos (Brasil, 2020, 260 min.) de Paula Gaitan

Um Filme Dramático (Un film dramatique, 2019, França, 114 min.) , de Eric Baudelaire.

 

CURTAS-METRAGENS

Chão de Rua (Brasil, 2019, 20 min.) de Tomás von der Osten

O Mártir (El Màrtir, 2020, Espanha, 18 min.) de Fernando Pomares

Panteras (Panteres, 2020, Espanha, 22 min.) de Erika Sanchez

Noite Perpétua (Portugal, 2020, França, 17 min.) de Pedro Peralta

Noite de Seresta (Brasil, 2019, 19 min.) de Sávio Fernandes, Muniz Filho

O Silêncio do Rio (El Silencio del rio, 2020, Peru, 14 min.) de Francesca Canepa

Telas de Shanzhai (Shānzhài Screens, 2020, França, 23 min.) de Paul Heintz

Algo-Rhythm (Austria, Senegal, Reino Unido, 2019, 14 min.) de Manu Luksch

 

MOSTRA FOCO

Vento Seco (Brasil, 2020, 110 min.)

Mr. Leather (Brasil, 2019, 85 min.)

Paulistas (Brasil, 2017, 80 min.)

OUTROS OLHARES

LONGAS-METRAGEM

Oroslan (Oroslan, Eslovênia, República Tcheca, 71 min.), de Matjaz Ivanisin

Responsabilidade Empresarial (Responsabilidad Empresarial. Argentina, 68 min.), de Jonathan Perel

Quem Tem Medo de Ideologia? (Who Is Afraid of Ideology?, Líbano, Siria, Curdistão iraquiano, 57 min.), de Marwa Arsanios;

Traverser (Após a Travessia) (Traverser [After the Crossing], França, Bélgica, Burkina Faso, França, Bélgica, Burkina Faso, 77 min.), de Joël Akafou;

Crônica do Espaço (Sthalpuran [Chronicle of Space], Índia, 86 min.) de Akshay Indikar;

Trouble (Estados Unidos, Reino Unido, 82 min.), de Mariah Garnett;

O Reflexo do Lago (Brasil, 80 min.), de Fernando Segtowick.

O índio Cor de Rosa (Brasil, 71 min.), de Tiago de Almeida.

A Flecha e a Farda ( Brasil, 90 min.), de Miguel Antunes Ramos.

Visão Noturna (Visión nocturna, Chile, 80 min.), de Carolina Moscoso Briceño

CURTAS-METRAGEM

Manual do Zueiro Sem Noção (Brasil, 16 min.) de Joacelio Batista;

Memby (Brasil, 15 min.) de Rafael Castanheira Parrode;

Rafameia (Brasil, 24 min.) de Mariah Teixeira, Nanda Felix;

Eu Interior (Nahan, Irã, 15 min.) de Mohammad Hormozi;

Playback. Ensaio de uma Despedida (Playback. Ensayo de una despedida, Argentina, 14 min.) de Agustina Comedi;

Alienígena (REONGHEE, África do Sul, 15 min.) de Jegwang Yeon;

Sonho Californiano (Soben California, Cambodja, 16 min.) de Sreylin Meas;

Garotas Crescem Desenhando Cavalo (Girls grow up drawing horses, EUA, 7 min.) de Joanie Wind;

Mary, Mary, So Contrary (Singapura, 15 min.) de Nelson Yeo;

As Chamas do Sol (Las llamas del sol, Espanha, 12 min.) de Pepe Sapena;

Botões Dourados (Zolotye Pugovitzi (The Golden Buttons), Russia, 19 min.), de Alex Evstigneev;

Os Meninos Lobos (Los niños lobos, Cuba, 18 min.) de Otávio Almeida;

Rio Solitários (Lonely Rivers, Espanha, França, 28 min.) de Mauro Herce

NOVOS OLHARES

Agora(Brasil, 2020, 70 min.), de Dea Ferraz

O Ano do Descobrimento(El año del descubrimiento, Espanha/Suíça, 2020, 200 min.), de Luis López Carrasco

Los Conductos (Colômbia/França/Brasil, 2020, 70 min.), de Camilo Restrepo

Pajeú (Brasil, 2020, 74 min.), de Pedro Diógenes Carrasco

Letra Maiúscula(Uppercase Print, Romênia, 2020, 128 min.), de Radu Jude

O que resta / Revisitado(Was bleibt I Šta ostaje I What remains / Re-visited, Alemanha/Áustria/Bósnia e Herzegovina, 2020, 70 min.), de Clarissa Thieme

OLHARES BRASIL

LONGAS-METRAGENS

Um Animal Amarelo (Brasil/Portugal/Moçambique, 2020, 115 min.), de Felipe Bragança
Cabeça de Nêgo (Brasil, 2020, 86 min.), de Déo Cardoso
Canto dos Ossos (Brasil, 2020, 89 min.), de Jorge Paulo e Petrus de Bairros
Cavalo (Brasil, 2020, 85 min.), de Raphael Barbosa e Werner Salles Bagetti
Fakir (Brasil, 2019, 92 min.), de Helena Ignez
Sertânia (Brasil, 2019, 97 min.), de Geraldo Sarno
Yãmĩyhex: as mulheres-espírito (Brasil, 2020, 76 min.), da Associação Filmes de Quintal

CURTAS-METRAGENS

Enraizadas (Brasil, 2019, 14 min.), de Juliana Nascimento e Gabriele Roza
Inabitável (Brasil, 2020, 20 min.), de Matheus Farias e Enock Carvalho
Mãtãnãg, a Encantada (Brasil, 2019, 14 min.), de Shawari Maxacali e Charles Bicalho
Minha História É Outra (Brasil, 2019, 22 min.), de Mariana Campos
A Morte Branca do Feiticeiro Negro (Brasil, 2020, 10 min.), de Rodrigo Ribeiro
Os Últimos Românticos do Mundo (Brasil, 2020, 23 min.), de Henrique Arruda
O verbo se fez carne (Brasil, 2019, 6 min.), de Ziel Karapotó

MIRADA PARANAENSE

LONGA-METRAGEM

A Alma do Gesto (Brasil, 2020, 66 min.), de Eduardo Baggio e Juslaine Abreu-Nogueira

CURTAS-METRAGENS

Além de Tudo, Ela (Brasil, 2019, 10 min.), de Pedro Vigeta Lopes, Pâmela Regina Kath, Mickaelle Lima Souza, Lívia Zanuni
Aonde Vão os Pés (Brasil, 2020, 14 min.), de Débora Zanatta
Cancha – Domingo é dia de jogo (Brasil, 2020, 18 min.), de Welyton Crestani
Cor de Pele (Brasil, 2019, 3 min.), de Larissa Barbosa
E no rumo do meu sangue (Brasil, 2019, 4 min.), de Gabriel Borges
Exumação da Arte (Brasil, 2019, 14 min.), de Maurício Ramos Marques
Meia Lua Falciforme (Brasil, 2019, 22 min.), de Dê Kelm e Débora Evellyn Olimpio
A Mulher que Sou (Brasil, 2019, 15 min.), de Nathália Tereza
Napo (Brasil, 2020, 17 min.), de Gustavo Ribeiro
Seremos Ouvidas (Brasil, 2020, 13 min.), de Larissa Nepomuceno

Comentários

Cláudio Gabriel

É apaixonado por cinema, séries, música, quadrinhos e qualquer elemento da cultura pop que o faça feliz. Seu maior sonho é ver o Senta Aí sendo reconhecido... e acha que isso está mais próximo do que se espera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *