SOPHIE nos deixa

Hoje, dia 30 de janeiro, o mundo acordou com a notícia que a artista SOPHIE havia falecido. Sendo um dos nomes mais promissores a surgirem na ultima decada, a cantora, DJ, produtora, compositora (e muito mais) era uma das artistas mais influentes da musica pop alternativa. O impacto e influência dela em trabalhos de outros cantoras, como a parceira Charli XCX e AG Cook, é enorme e respingava no que estava em alta no mainstream, como suas parcerias com Madonna, Rihanna, Nicki Minaj

A primeira mulher transgênero a ser indicada à um Grammy, o seu trabalho junto a artistas da gravadora PC Music estava transformando o cenário e como a crítica percebia o eletrônico e estava se consagrando como um dos maiores nomes do gênero. De Pitchfork à Rollings Stones, dos fãs mais mainstreams do pop aos mais aficionados por novos sons, SOPHIE era um nome a ser citado e aclamado. 

Eu mesmo não sou um grande conhecedor de sua obra, já que me encaixo no consumidor mainstream, mas é inevitável saber que ela estava lenvando a música para um outro lado, diferente e autentico, que inspirava qualquer novo talento. Por isso, segue algumas recomendações para entender mais do que SOPHIE foi e do continuará sendo:

Ainda que não tenha sido possível continuar o seu trabalho incrível e sua inovação para a música, SOPHIE jamais será esquecida e sua arte estará para sempre na memória e em todas a arte que será feita por artistas pop. Sua imagem e seu talento estará presente em futuros trabalhos que com certeza beberão da enorme fonte de referencia que é sua discografia. É um legado.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *