Os 7 melhores filmes de terror dos últimos 10 anos

Com o lançamento de “Um Lugar Silencioso”, os fãs do terror voltaram a despertar sua grande paixão pelo cinema, depois de uma safra de péssimos filmes. Algumas fãs e críticos dizem que o gênero tem sido feito apenas de sustos gratuitos e péssimas histórias, nos tempos atuais. Sendo assim, listamos os 7 melhores longas de terror/horror dos últimos 10 anos – sem nenhuma ordem de preferência:

  • Invocação do Mal (2013)

“Invocação do Mal” deu tão certo, mas tão certo, que se tornou uma franquia milionária e com outros filmes em sua conta. E isso tudo começou em 2013, quando o diretor James Wan iniciou a série com alguns sustos, mas uma atmosfera incrivelmente amedrontadora. É impossível quem assistir não ficar impressionado com o som e a câmera aqui, que imergem um público em um mundo impossível de sair.

  • The Babadook (2014)

Um conto de terror extremamente macabro e bizarro. É isso que acaba por ser a proposta de “The Babadook”, dirigido pela australiana Jennifer Kent. O ritmo alucinante, a tensão crescente e a sombra cada vez mais tomando conta dos lugares, criam o clima dessa obra cinematográfica como algo único. Além disso, é impossível não comentar que possui uma das metáforas mais belas e interessantes dos últimos anos na sétima arte.

  • Deixa ela Entrar (2008)

Para sair um pouco da língua inglesa, colocamos nessa lista “Deixa ela Entrar”, um dos longas mais diferentes dentro desse gênero. A história já possui um lado novo, que é falar sobre um vampiro criança que foi mutilado sexualmente. A partir daí, a trama adentra em níveis profundos e espetaculares, se tornando uma obra-prima do cinema sueco.

  • Triângulo do Medo (2009)

Apesar de alguns sustos bem absurdos e chocantes, o grande “Triângulo do Medo” faz com a tensão do telespectador é algo devidamente fantástico. Seu fator fora da realidade começa a aparecer aos poucos, para chegar em um clímax apoteótico e com um plot-twist que ninguém previu. O terror aqui é quase uma brincadeira que o diretor Christopher Smith realiza. E uma das boas.

  • Corrente do Mal (2014)

Mesmo começando parecendo um filme adolescente, Corrente do Mal” enverga para lados inovadores dentro do gênero. Além de possuir personagens muito cativantes, o monstro da história – além de ser também uma metáfora – acaba por ser uma das ideias mais geniais no cinema nos últimos anos. O medo constante por onde ele está, se baseia na clara ideia de quem assiste não saber quase nada do que está acontecendo. Um clássico moderno.

  • A Bruxa (2015)

“A Bruxa” não é uma obra de terror comum. Apesar de sua trama parecer simples, as camadas tornam ela cada vez mais bizarra, o que pode não agradar algumas pessoas. Para além disso, possui a cena mais assustadora dos últimos anos envolvendo um bode e a protagonista. O ritmo cadenciado cria uma atmosfera e mundos singulares, algo que dificilmente será feito tão cedo para algo mais de época.

  • A Visita (2015)

M. Night Shyamalan ficou 11 anos sem fazer um bom filme, mas quando voltou com “A Visita” parece que nunca havia saído de seu auge. Em uma trama simples, o medo do público cresce com pequenas situações cotidianas ministradas pelas câmeras do menino e da menina. Quando o plot-twist é revelado, o clima de horror atinge ao público de uma forma impar, gerando sensações e sentimentos estonteantes até o fim.

 

Comentários

Cláudio Gabriel

É apaixonado por cinema, séries, música, quadrinhos e qualquer elemento da cultura pop que o faça feliz. Seu maior sonho é ver o Senta Aí sendo reconhecido... e acha que isso está mais próximo do que se espera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *