Resenha – Teto para Dois

Três meses após o término do seu relacionamento, Tiffy finalmente sai do apartamento do ex-namorado. Agora ela precisa para ontem de um lugar barato para morar. Contrariando os amigos, topa um acordo bastante inusitado. Leon está enrolado com questões financeiras e tem uma ideia pouco convencional para arranjar dinheiro rápido: sublocar seu apartamento, onde fica apenas no período da manhã e da tarde nos dias úteis, já que passa os finais de semana com a namorada e trabalha como enfermeiro no turno da noite. Mas tem um detalhe importante: o lugar tem apenas uma cama.

Kay, namorada ciumenta de Leon, fica responsável por fechar o contrato de seis meses com Tiffy e de toda a burocracia para que nenhum dos dois precise se encontrar. Combinado então que cada um fica com um lado da cama e qualquer questão é só mandar mensagem para Kay. Porém, será mesmo que é possível morar em um lugar junto com um desconhecido, trazendo todas as sua coisas e mudando todo o local, ficando sem se comunicar? Para resolver as trivialidades do dia a dia, Tiffy e Leon resolvem deixar post-its e aos poucos, meros recados como anunciando um bolo no balcão ou uma janta na geladeira, viram desabafos e conversas mais profundas.

Podemos dizer que os opostos se atraem. É isso que acontece em Teto Para Dois. Tiffy, toda exuberante, adora roupas coloridas, ama falar, é comunicativa, expressiva e muito gentil. Já Leon é reservado, se abre e confia em poucos, mas tem um coração enorme, é muito bondoso e atencioso. É impossível não se apaixonar pelos dois. Confesso que fiquei com um pouco de medo pelo caminho que a história iria tomar, pelo fato do Leon já ter uma namorada, mas desde o início nós vemos que Kay não é a garota certa. Além do ciúmes excessivo, é controladora e não apoia nenhum pouco seu parceiro, que está passando por um momento difícil. No entanto, a relação de Tiffy e Leon é muito natural, espontânea e extraordinariamente bem desenvolvida. Eles possuem uma dinâmica e uma química incrível, antes mesmo de se encontrarem (você fica até a metade do livro ansiando por esse momento) e quando se encontram é faísca, tensão e você não quer se desgrudar dos dois.

Confesso que sou apaixonada por histórias românticas que parecem ter saído da sessão da tarde. Porém Teto para Dois é mais do que um romance água com açúcar. Tanto Tiffy, quanto Leon, estão lidando com seus próprios conflitos. O irmão mais novo de Leon, Richie, foi preso injustamente e está pagando por um crime que não cometeu, simplesmente por ser um jovem negro. Já Tiffy está lidando com as sequelas de um relacionamento abusivo, com a ajuda de uma psicóloga e de amigos, ela entenderá o que é gaslighting e como isso a deixou com sérios traumas. Deixo avisado que o livro contém gatilhos de abuso psicológico. A autora soube muito bem abordar esses temas sem pesar e sem parecerem jogados, na verdade, eles fazem total sentido na construção do relacionamento do casal.

Os personagens secundários também acrescentam demais na história. Richie é muito engraçado, um ótimo irmão e conselheiro. Mo, Rachel e Gerty são amigos de Tiffy e muito receptíveis e protetores. Mo é psicólogo e carinhoso; Gerty é uma advogada sem papas na língua e autoritária; já Rachel é uma figura que sempre nos arranca uma risada. Ela trabalha com Tiffany em uma editora. Todos acabam sendo uma rede de poio enorme para a nossa protagonista.

COISAS RUINS REALMENTE ACONTECERAM (Mo me pediu para lembrar você). Mas você superou essas coisas ruins e é mais forte por causa disso. (Gerty me pediu para transmitir a mensagem…mas a versão dela tinha mais palavrões.) Você é linda e eu nunca vou machucar você como ele fez. (Essa parte fui eu.) Bjos, Leon.

Eu amei tudo sobre esse livro. Os capítulos intercalando os pontos de vista, como nos sentimos próximos dos personagens porque acabamos conhecendo eles perfeitamente, como amamos suas personalidades, torcemos e desejamos não só o melhor para eles, mas também fazer parte do mundo deles. Já estou sentindo falta dos personagens e tenho certeza que não vou esquecê-los tão cedo. O mais impressionante é ser o romance de estreia da autora. Agora já estou ansiosa para ler seu próximo livro que a Editora Intrínseca lançará em novembro, chamado de A Troca.

Comentários

Ana Barbosa

Estudante de Jornalismo, feminista e enaltecedora de mulheres na arte. Viciada em séries, principalmente em Doctor Who, compra mais livros do que consegue ler e não recusa um café. A típica canceriana que chora em todos os filmes que assiste, ou pelo menos quase todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *