5 cantoras LGBTs para você enaltecer

Chegando não apenas no dia internacional da mulher, mas também no mês da mulher, o Senta Aí buscou realizar uma lista mais que importante para divulgação de novos nomes de artistas femininas: o público LGBT. Sempre renegado ao longo da história da cultura pop e também da música, esse grupo têm ganhado um certo reconhecimento nos últimos tempos, chegando algumas cantoras até ao mainstream. Com isso, fizemos essa lista para você conhecer ou relembrar algumas dessas grandes mulheres:

King Princess

Mikaela Straus, conhecida por seu nome artístico King Princess, é uma cantora e compositora norte-americana do gênero indie pop. Ficou mais conhecida quando Harry Styles tweetou a letra da sua canção ‘1950’ do seu EP Make My Bed.  Ela assinou com a gravadora Zelig Records, de Mark Ronson, uma gravadora da Columbia Records, e está planejando seu primeiro álbum. King Princess é assumidamente lésbica e recentemente terminou seu relacionamento com a atriz Amandla Stenberg.

Janelle Monae

Cantora e compositora americana de R&B, Janelle Monae possui três álbuns aclamados pela crítica e com diversas indicações ao Grammy, incluindo The ArchAndroid (Suites II and III)The Electric Lady e o mais recente Dirty Computer, um álbum visual que contou com a participação de Tessa Thompson. Nesse seu último trabalho, Janelle falou mais sobre sua sexualidade, a cantora assumiu que se identifica tanto com aspectos da bissexualidade como da pansexualidade.

Hayley Kiyoko

Hayley começou a carreira como atriz participando de filmes como Lemonade MounthScooby-Doo! The Mystery Beginsmas ficou mais conhecida por sua música ‘Girls Like Girls’. Lançou seu primeiro álbum de estúdio solo ano passado denominado Expectations’. A cantora é assumidamente lésbica.

SOPHIE

Sophie Xeon, conhecida mononicamente como SOPHIE, é uma produtora de discos, cantora, compositora e DJ escocesa. Xeon é conhecido por sua sintetizada e “hipercinética” sobre a música pop. Seu talento tem trazido grande destaque internacional, fazendo ela começar a aparecer em festivais. A cantora é uma mulher trans.

As Bahias e a Cozinha Mineira

As Bahias e a Cozinha Mineira é um grupo musical brasileiro, formado na Universidade de São Paulo em 2011 onde a banda começou a se apresentar em festas universitária. Formada por duas vocalistas trans maravilhosas, Raquel Virgínia e Assucena Assucena, a banda tem uma pegada MPB e rock. Já possui dois álbuns de estúdios intitulados ‘Mulher (2015) e ‘Bixa (2017)’.

Comentários

Ana Barbosa

Estudante de Jornalismo, feminista e enaltecedora de mulheres na arte. Viciada em séries, principalmente em Doctor Who, compra mais livros do que consegue ler e não recusa um café. A típica canceriana que chora em todos os filmes que assiste, ou pelo menos quase todos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *