Billie Eilish e Lil Nas X: As jovens novidades da música mundial

A premiação do Grammy 2020, disputada no último domingo, dia 26, consagrou dois grandes nomes da atual música mundial. Billie Eilish, a maior vencedora da noite com 5 vitórias, quatro delas nas categorias principais, e Lil Nas X, com dois prêmios, se viram em uma nova face para o mundo. Anteriormente desvalorizados ainda por determinada classe artística e também por parte do público, agora eles embarcam em uma nova fase da carreira: o que fazer depois do extremo sucesso. O que será possível esperar das duas jovens promessas, que agora tornam-se realidade?

Eilish possui apenas 18 anos, completos agora em 2020. Ou seja, quando realizou o lançamento de seu único álbum, vencedor de Melhor Álbum da noite, When We All Fall Asleep, Where Do We Go?, ela ainda era menor de idade. Nesse CD, a artista continua na sua musicalidade, trazendo diversos elementos do pop tradicional, porém com a característica do sombrio, que torna tudo bem particular. É claro como vemos uma relação bem própria de sua música com suas letras, sempre buscando um olhar um tanto quanto diferente de mundo. Olhar esse que ganhou diversos jovens e adultos, impressionados com a capacidade da jovem de produzir tanto.

É também impossível esquecer a colaboração de seu irmão, Finneas O’Connell, nesse preceito. Ele é o produtor desse álbum de Billie, ajudando inclusive na criação de diversas de suas músicas mais famosas. Importante destacar que todo esse trabalho foi realizado no quarto de ambos, apenas contando com poucos instrumentos. Uma dessas colaborações é “bad guy”, com o clipe acima, que venceu Música do Ano. A faixa traz as características bem tradicionais citadas acima, mas sem esquecer sua batida altamente instigante. É impressionante até a forma como a faixa passa de um lado altamente eletrônico/comercial para uma soturnidade na voz da cantora e dos sons esquisitos. Acima de tudo, é impossível não querer escutá-la toda vez.

Além das duas, Eilish faturou durante a noite os prêmios de Revelação, Melhor Álbum Pop e Melhor Gravação.

Outro grande lembrado da premiação foi Lil Nas X. O rapper foi, simplesmente, do nada para o maior sucesso musical do ano. A mistura de um rap com country em “Old Town Road” trouxe uma visibilidade inacreditável para o garoto de apenas 20 anos. Sem álbuns lançados, ele criou essa faixa e postou na plataforma musical Soundclound. Quando o sucesso começou a acontecer, surgiu a ideia de uma parceria com o famoso cantor country Billy Ray Cyrus – sim, o pai de Miley Cyrus. Após insistir, ele conseguiu a gravação e surgiu uma espécie de clássico instantâneo. Impossível não esperar mais dele agora em 2020.

Lil venceu nas categorias de Melhor Clipe e Melhor Performance Duo/Grupo Pop, ou seja, não foram categorias peqeunas/menores.

O sucesso da geração Z traz debates sobre o futuro da música. O início dos anos 2000 ainda era dominado pela mistura do R&B com pop, o que fez artistas como Beyoncé e Rihanna serem elevadas ao status de maiores celebridades da Terra. Durante as duas últimas décadas, vimos a ascensão de um rap que busca sempre se inovar, ganhando espaço na mídia e nas premiações, um movimento que inevitavelmente deu mais do que certo. Isso é comprovado pelos dados que comprovam que a maioria das canções mais ouvidas atualmente pertencem ao rap.  Impossível também esquecer do raggaeton, que balançou o mundo inteiro com “Despacito”.

Agora, o trap ganha seu espaço, ao mesmo tempo que as inovações também. Billie Eilish e Lil Nas X representam uma nova maneira de enxergar as composições musicais famosas. Definitivamente, é interessante perceber como um novo público aceitou bem os experimentos trazidos por essa nova geração. Se vai durar muito? É provável que sim, pelo fato das canções de ambos ainda estarem nos ouvidos de muita gente. Para o momento, só resta esperar e cantar esses novos clássicos.

Comentários

Cláudio Gabriel

É apaixonado por cinema, séries, música, quadrinhos e qualquer elemento da cultura pop que o faça feliz. Seu maior sonho é ver o Senta Aí sendo reconhecido... e acha que isso está mais próximo do que se espera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *